mesa brindando taça de vinho

O que combina com vinho? Veja nossas dicas de harmonização!

Normalmente taças de vinho combinam muito com refeições. Mas você sabia que nem toda comida combina com determinado tipo de vinho? Para que você não erre na escolha do cardápio, preparamos algumas dicas de alimentos que combinam com vinho, acompanhe a leitura e acerte em cheio na harmonização.

Talvez você nunca tenha se atendado a isso, mas a comida pode mudar completamente o sabor do vinho e, por isso, existe a harmonização, uma técnica criada para que os sabores se complementem, de maneira que um não sobressaia o outro. Então, ao abrir uma garrafa de vinho não basta apenas pegar o que tem na dispensa, é necessário analisar os sabores e temperos, assim, experiência se torna a melhor possível.

Então, se você se interessou sobre o assunto, continue a leitura para saber um pouco sobre a harmonização e qual tipo de vinho combina melhor com determinado tipo de comida.

O que é harmonização de vinhos?

Harmonizar vinhos e comida é muito mais do que encontrar sabores que combinam, é também uma arte! Tanto as bebidas fabricadas com uvas, quanto os alimentos são cheios de elementos químicos em sua composição. São justamente eles os grandes responsáveis por causarem diferentes reações e sensações no paladar.

Nem sempre a combinação entre esses elementos químicos podem ser agradáveis e é por isso que existe a harmonização. Essa arte é capaz de equilibrar as característica de cada um de forma que eles se completem. Por isso, quando os sabores são equilibrados é possível ter uma experiência gastronômica incrível.

A combinação com a comida pode fazer com que o vinho tenha um sabor muito mais agradável e encorpado do que o que já se está acostumado. Por isso, é muito importante conhecer o rótulo do vinho, para saber a intensidade do sabor e também qual o seu tipo.

Se você é do tipo que adorar receber a família e os amigos em casa, aproveite também para aprender algumas ideias criativas de petiscos fáceis para fazer em casa.

meninas comendo em restaurante

Tipos de vinhos

Mesmo que a matéria prima dos vinhos sejam as uvas, são vários os fatores que podem fazer com que um seja completamente diferente do outro. O tipo de uva, região e cepa utilizada na receita são algumas das caraterísticas que fazem com que existam uma grande variedade de tipos de vinho.

Esses três são os principais tipos de vinhos e também os mais consumidos no Brasil e em vários países do mundo inteiro.

vinhedo

Vinho tinto

O vinho tinto é o tipo mais conhecido e nem precisa ser um verdadeiro apreciador da bebida para identificá-lo na prateleira. Inclusive esse é um dos queridos dos brasileiros, que são grandes consumidores. O vinho tinto é fabricado com uvas tintas, de cascas mais escuras, responsáveis pela coloração de tom avermelhado.

O tipo da uva e também o tempo que as cascas levam para ser maceradas no mosto fazem toda a diferença no sabor da bebida. As uvas mais usadas na fabricação dos tintos são: a Cabernet Sauvignon, que inclusive é a mais famosa, a Merlot, Tannat, Pinot Noir, Malbec, Syrah e Carmenère. Cada uma é responsável por vinhos de sabores mais suaves ou mais seco.

Vinho branco

Geralmente os vinhos brancos são fabricados com uvas verdes, mas as uvas tintas também podem ser usadas. O que faz com que ele tenha uma coloração mais clara, puxando para o dourado é a ausência das cascas durante o processo, já que elas ficam separadas no mosto.

Esse vinho tem um sabor mais frutado e geralmente é servido gelado por ser mais refrescante. As uvas Chardonnay e Sauvignon Blanc são as mais usadas na fabricação.

Vinho rosé

O vinho rosé tem uma coloração mais fraca que o tinto e, por conta disso, é comum que muitas pessoas achem que ele e fabricado por meio da mistura com o branco. Até existem locais que produzem o vinho dessa maneira, chamada de corte de vinho, mas essa prática é proibida por lei em algumas regiões mais tradicionais.

O rosé tem um sabor mais sofisticado e inclusive é bastante indicado para ser apreciado em períodos mais quentes como o verão. O ideal é que ele seja servido bem gelado, com temperatura de 8º C.

Se você acha que para apreciar um bom vinho era necessário investir um bom dinheiro, está enganado. Aqui no blog você pode conferir uma lista com 6 opções de vinhos bons e baratos.

O que harmoniza com vinho

Agora que você já sabe um pouco das diferenças entre os principais tipos de vinhos consumidos, vamos ao que interessa. Preparamos uma lista com algumas opções de comidas que podem ser degustadas junto com o vinho, de maneira harmônica.

Queijos

Os queijos são uma das melhores pedidas para harmonizar com vinhos. São variadas as opções de queijos e cada uma funciona melhor com determinado tipo de vinho. Vinhos brancos mais suaves, do estilo Chardonnay, funcionam muito bem com ricota, mozzarella de búfala ou queijo coalho.

Os vinhos tintos com sabor mais suave, como o Merlot, harmonizam muito bem com queijo cheddar ou prato. Já os tintos mais encorpados ficam ótimos com canapés recheados de queijo e nozes e também com o fundue. Os tintos frisantes ou os brancos com sabor mais aromático, do estilo Sauvignon, combinam com queijos de sabor mais forte como o roquerfort ou o gorgonzola.

Outras opções de queijos que também harmonizam bem com vinho branco ou tinto de uva Pinot Noir são o gouda e o brie. Já para quem gosta de espumantes, o provolone combina muito bem.

Todas as opções de queijos podem ser servidas em uma tábua de frios ou junto com torradinhas ou pães.

vinho com queijo

Carnes em geral

As carnes de porco são uma ótima combinação com vinhos Bordô mais suaves. As carnes de aves, por serem mais leves, funcionam muito bem com vinhos do mesmo estilo como o Sauvignon ou o Chardonnay. Já as carnes vermelhas, são a melhor opção para combinar com vinho tinto, inclusive as carnes com mais gordura ficam ótimas com os tintos suaves.

No caso de molhos apimentados para carnes vermelhas, o vinho branco Chardonnay funciona muito bem. Já as carnes de caça, como o coelho, javali, cordeiro e faisão, por si só já tem um sabor mais forte e, por isso, precisam de vinhos que sigam o mesmo estilo, como o Barolo, Brunello di Montalcino, Pinot Noir ou o Bordeaux.

Frutos do mar e peixes

Os frutos do mar e também os peixes, por terem carne branca e uma sabor mais suave, harmonizam muito bem com vinhos mais refrescantes, leves e aromáticos, controlando a acidez do prato. Por isso, a melhor opção são os vinhos brancos. Crustáceos combinam com o Sauvignon Blanc ou o Chablis, já os moluscos e peixes em geral harmonizam com o Chardonnay.

Com essas dicas sobre os tipos de vinhos e também as comidas que combinam melhor com cada um, a sua próxima degustação tem tudo para ser uma experiência incrível.

Gostou? Aproveite também para ler o nosso passo a passo de como fazer uma mesa posta incrível. Até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AlphaOmega Captcha Classica  –  Enter Security Code